Participantes dos primeiros jogos escolares de Rondônia homenageados com Voto de Louvor

27/10/2017   21:00

 

Léo Moraes foi o proponente da solenidade que agraciou professores de educação física e ex-atletas que se destacaram do esporte rondoniense

 

Profissionais de Educação Física e atletas, que participaram dos primeiros jogos escolares brasileiros foram homenageados com a concessão de Voto de Louvor entregue durante sessão solene realizada na tarde desta sexta-feira (27), na Assembleia Legislativa.

 

O deputado Léo Moraes (PTB), proponente da solenidade, disse que a homenagem visa honrar os desportistas que fizeram história e defenderam o nome de Rondônia em diversos cantos do país. O parlamentar agradeceu a presença de todos e parabenizou os homenageados.

 

João Bernardino Neto, delegado da Federação Internacional de Educação Física (Fiep), responsável em sugerir ao deputado a realização da homenagem, falou da importância de mostrar que Rondônia, na década de 70 se envolveu com grandes trabalhos na área do esporte e lazer.

 

O professor destacou que na época, o Estado contava com atletas que se consagraram no esporte, trazendo grandes títulos para Rondônia, inclusive de campeões brasileiros. Ele lembrou que em 1973 aconteceu o primeiro Joer, idealizado pelo professor Geraldo Antunes Maciel e disse que a Fiep criou uma medalha com o nome do professor para ser entregue aos homenageados.

 

Professor Geraldo Antunes Maciel, idealizador dos Jogos Escolares de Rondônia (Joer), agradeceu a homenagem citando a poetisa chilena, Gabriela Mistral: “existe a alegria de ser são, e a alegria de ser justo, mas existe, sobretudo, a formosa a imensa alegria de servir”. O professor disse se sentir honrado em ter sua dedicação aos seus serviços, reconhecida pela Assembleia Legislativa.

 

Representando a Universidade Federal do Amazonas, Afonso Nina, agradeceu ao deputado pelo convite e parabenizou o professor Geraldo Antunes Maciel, a quem disse ser fruto do trabalho do docente por ter sido seu aluno.

 

O superintendente estadual da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer, Rodnei Antônio Paes disse que a audiência representa um importante reconhecimento para a área. Ele citou que, ainda, há muito que se fazer para melhorar o setor, principalmente em relação à administração pública, porém, que Rondônia já avançou de forma significativa.

 

Ele parabenizou Léo Moraes, pelo reconhecimento ao esporte e informou que o Programa Bolsa-Atleta já é uma realidade em Rondônia e passa pelos últimos ajustes burocráticos.

 

Segundo Rodnei Paes, o programa é destinado ao fomento do desporto de alto rendimento, em modalidades individuais e coletivas de Confederações Olímpicas ou Paralímpicas e as de criação nacional, filiadas ou vinculadas pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) e pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

 

De acordo com o superintendente da Sejucel, em Rondônia serão concedidas 30 bolsas-atletas, destinadas a atletas na faixa etária de 12 a 28 anos, distribuídos em duas categorias, valorizando as competições esportivas promovidas pelas federações esportivas de Rondônia, pelo governo do Estado e centros de iniciação esportivas das prefeituras municipais.

 

O juiz titular da Vara de Execução Penal e Medida Alternativa (Vpema) e ex-atleta, Sérgio William afirmou que investir em educação significa também, investir em Educação Física. Segundo ele, essa é a forma mais real de promover regras de cunho como disciplina, companheirismo e respeito ao próximo.

 

Fatores que para o juiz, permitem o reequilíbrio de uma sociedade, “que infelizmente se destaca pelos altos índices de violência. Sérgio agradeceu a todos os professores que construíram a Educação Física no Estado e que criaram os Jogos Escolares de Rondônia.

 

Sérgio William concluiu seu pronunciamento citando Jean Jacques Rousseau. “Quereis cultivar a inteligência de vosso aluno, então cultivai as forças que ele deve governar, tornai-o robusto e são para torná-lo bem comportado e razoável, que trabalhe, que aja, que corra e que grite, que esteja sempre em movimento, que seja homem pelo vigor e em breve, ele o será pela razão.”

 

O médico e ex-atleta, Eudes Kang Tourinho agradeceu o professor João Bernardino Neto por idealizar a homenagem e ao deputado Léo Moraes por realizá-la. Ele disse ter sido um importante momento de resgate do passado de cada atleta e da história do esporte de Rondônia. Ele ressaltou a necessidade do Poder Público investir cada vez mais na área e concluiu parabenizando todos os colegas homenageados.

 

O presidente mundial da FIEP, Almir Adolfo Gruhn, agradeceu o convite para participar da solenidade e brincou ao afirmar que a homenagem comprova que o deputado Léo Moraes teve ótimos professores. Gruhn destacou que a FIEP está em, 136 países e que é uma satisfação representar a Federação no Brasil e no mundo.

 

Ele frisou que o professor Bernardino é o representante da FIEP do Norte do país e enalteceu o trabalho do docente que há mais de 20 anos leva delegações para participar do Congresso Internacional em Foz do Iguaçu, contribuindo para que os participantes tragam novos conhecimentos para Rondônia. Por fim, disse ser uma honra para a FIEP, levar para o mundo todo, a homenagem proposta pelo parlamentar.

 

Após os pronunciamentos, Léo Moraes fez a entrega do Voto de Louvor a todos os homenageados e aos atletas do time de basquete do Colégio Dom Bosco, que em setembro trouxeram para Rondônia Medalha de Ouro, após vencerem os Jogos Escolares da Juventude, realizada em Curitiba.

 

Em seguida, o deputado foi convidado a receber a Medalha Professor Geraldo Antunes Maciel, das mãos do próprio professor e do presidente mundial da FIEP, Almir Adolfo Gruhn.

 

O deputado encerrou a solenidade afirmando que abrirá mais debates sobre o Bolsa-Atleta e agradeceu todos àqueles que se dedicam e se doam em nome do esporte e que enfrentam os mais variados desafios para manter o esporte rondoniense de pé.

 

 

 

 

 

Fonte: DECOM/ALE-RO 

 


 
Publicidade