Bom Dia, hoje 20/07/2018 - 0:21:37
 

MP e Sesau encerram ciclo estadual de palestras sobre epilepsia com capacitação para 200 pessoas na Capital

24/11/2017   20:28

 

O Ministério Público de Rondônia, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), encerrou nesta sexta-feira (24/11), em Porto Velho, o Ciclo de Palestras Epilepsia em Debate na Sociedade, promovendo capacitação sobre a doença para um público de aproximadamente 200 pessoas, entre estudantes e agentes de saúde dos Municípios de Porto Velho, Itapuã e Candeias do Jamari. A iniciativa teve início em junho deste ano e contemplou, por meio de encontros realizados em cidades polo, todos os 52 municípios do Estado.

 

Realizado no auditório do edifício-sede do MP/RO, o evento foi aberto pelo coordenador do projeto, Procurador de Justiça Edmilson José de Matos Fonseca, que ministrou palestra informativa sobre o tema, orientando os profissionais acerca da doença, seus sintomas e as formas de tratamento existentes.

 

Em sua fala, o Integrante do MP buscou desmitificar a epilepsia, como forma de sensibilizar os presentes para o combate ao preconceito, para o estímulo à educação e à inserção social das pessoas que têm a doença. “A epilepsia é uma condição neurológica grave. Acomete 50 milhões de pessoas no mundo; 4 milhões no Brasil e de 36 mil em Rondônia”, informou.

 

Ainda durante a palestra, o Procurador de Justiça prestou orientações sobre como proceder durante as crises que caracterizam a doença, detalhando quais atitudes devem ser evitadas durante as ocorrências. Em sua fala, reiterou que a epilepsia não tem relação com problemas de natureza espiritual. Pontuou, ainda, não ser transmissível por saliva ou secreções, derrubando mitos existentes acerca do tema.

 

O ciclo de palestra, encerrado no MP nesta sexta-feira, integra o projeto homônimo ‘Epilepsia em Debate na Sociedade’, executado pelo Centro de Apoio Operacional da Saúde (CAOP-Saúde). Principais ações dessa iniciativa, as palestras buscaram qualificar agentes de saúde no atendimento primário de pessoas com epilepsia, especialmente na prestação de socorro em casos de crise convulsiva epilética.

 

O evento no Ministério Público teve a presença da Diretoria do CAOP-Saúde, Promotora de Justiça Rosângela Marsaro Protti, e do secretário-adjunto da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa),Marcos Vinícius de Oliveira, entre outras autoridades. Ao final, foi realizada uma mesa de debates.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Ascom/MP-RO 


 
Publicidade