Boa Noite, hoje 24/09/2018 - 21:55:18
 

Dia Mundial da Conscientização do Autismo é celebrado na Assembleia

02/04/2018   15:11

 

Sessão solene proposta pelo deputado Léo Moraes dá voz aos pais e entidades

 

O Dia Mundial da Conscientização do Autismo é celebrado nesta segunda-feira (2) e para marcar a data a Assembleia Legislativa realizou uma sessão solene proposta pelo deputado Léo Moraes (PTB).

 

“Conhecemos os desafios diários que os autistas e seus familiares enfrentam e momentos de mobilização como estes são fundamentais para que eles sejam vistos, ouvidos e lembrados no contexto das políticas públicas”, apontou Léo Moraes ao iniciar a sessão.

 

O autismo, ou Transtorno do Espectro Autista (TEA), é um distúrbio do desenvolvimento marcado por três características: inabilidade para interagir socialmente, dificuldade no domínio da linguagem para se comunicar ou para lidar com jogos simbólicos e padrão de comportamento restritivo e repetitivo.

 

O grau de comprometimento varia para cada criança. Com níveis de comprometimento classificados em graus leve, moderado ou severo. A síndrome pode atingir uma a cada 50 crianças.

 

 

Convidados

 

De acordo com a coordenadora de Educação Especial da Seduc, Laura Cristina, o autismo é um tema muito presente na sociedade e o governo precisa se fortalecer para garantir uma sociedade inclusiva. “Sabemos que temos muito a fazer, mas estamos no caminho certo. Precisamos de apoio de todos para montar esse quebra-cabeça”, diz.

 

Segundo o presidente da Comissão de Defesa da pessoa com Deficiência da OAB/RO, Julio Yriarte, o dia de hoje é especial para todos que carregam o transtorno e ainda para todos que atuam no combate da discriminação. “Os autistas sofrem constantemente de bullying. Eles são vítimas constante dos ofensores que discriminam as pessoas com deficiência. Parabenizo o deputado Léo Moraes pela atitude e deixo a comissão disponível para apoiar qualquer caso que tenha sido ofensivo”, aponta Yriarte.

 

O presidente da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Antônio Carlos Bersane, usou a palavra para destacar a atuação de cada pai de autista e pediu mais apoio dos governantes. “Os pais dos autistas são grandes guerreiros e merecem nossas homenagens. Já os nossos representantes precisam entender as necessidades dos autistas com carinho, uma vez que as nossas entidades não estão aptas para recebê-los como eles necessitam”, indagou Antônio.

 

Para a presidente da Associação de Pais e Amigos do Autista (AMA), Nilza Ferreira, o dia de hoje é muito importante para a associação que trabalha com amor e dedicação em prol dos autistas. “Estamos felizes em estarmos presentes nessa sessão especial. O dia do autista deve ser marcado por debates que promovam mais qualidade de vida para eles. Eu tenho um filho com autismo e foi através da AMA que ele teve um avanço significativo no seu desenvolvimento”, diz Nilza.

 

Segundo o diretor geral do Centro de Reabilitação de Rondônia (Cero), momentos como estes são primordiais para os autistas. “É importante estarmos aqui conversando, debatendo e discutindo ações em benefício dos autistas. As críticas são relevantes, porém o diálogo é essencial. Parabenizo todos os espectros autistas e seus familiares e todos os profissionais que atuam com tanto amor e carinho no tratamento desses pacientes”, diz.

 

O chefe adjunto da Casa Civil, Valdemar Cavalcante, usou a palavra para parabenizar o trabalho que o deputado Léo Moraes vem realizando em prol da população rondoniense em todas as esferas. “Atitudes de amor ao próximo como essas precisam ser destacadas. Deixo ainda meus parabéns para todos os autistas, e aos seus pais que lutam com garra para conquistar um espaço digno para seus filhos na sociedade”, explanou Cavalcante.

 

Segundo o neurologista Pauzanes de Carvalho Filho, o autismo ainda é um dos maiores desafios da medicina. “Não existe uma medicação, uma cura para o autismo. A ciência não sabe as causas e os motivos que causam o transtorno e isso nos deixa impotentes. Nossa função se restringe a reconhecer o problema, mas não conseguimos tratar.  De qualquer forma, me sinto privilegiado de atuar nessa área, por menos que podemos fazer, ainda conseguimos ajudar muito”, argumentou o médico.

 

Pauzanes apontou, ainda, a necessidade de implantar o passe livre para os autistas. O deputado prontamente respondeu que marcará uma reunião com os vereadores e todos os responsáveis para garantir o passe livre intermunicipal e interestadual para os autistas.

 

A jornalista Liliane Melo, mãe do Mateus, contou um pouco da sua rotina como mãe e agradeceu aos profissionais que ajudam seu filho autista. “Como mãe do Mateus, quero compartilhar as dificuldades enfrentadas no dia-a-dia para incluir meu filho na sociedade. Para dar voz a outras mães aceitei o desafio de escrever uma coluna falando do autismo e tenho certeza que consigo ajudar muitas pessoas e isso me proporciona muita alegria”, expôs Melo.

 

Ainda segundo a jornalista, a demanda de crianças diagnosticadas com autismo vem crescendo, contudo, o poder público não consegue acompanhar. “Vamos olhar com mais atenção para essa causa. Precisamos de mais terapeutas, de mais respeito e de mais apoio aos familiares”, apontou.

 

A mãe da autista Marina, de 18 anos, Maxilene, agradeceu todas as instituições que atuam em prol dos autistas e falou da falta de apoio do Estado. “Não temos apoio do município e do Estado, mas temos o apoio dessas instituições e ainda o apoio da igreja Wesleyana. Agradeço ao deputado pelo dedicado aos nossos filhos e parabenizo todas as outras mães que lutam incansavelmente por um mundo mais justo”, disse.

 

O deputado Léo Moraes finalizou a sessão agradecendo todos os participantes e destacou os projetos de lei de sua autoria em benefício aos autistas de Rondônia. “A inclusão das pessoas com algum tipo de deficiência deve ser uma luta de todos os governantes. Hoje tivemos o privilégio de dar voz a mães e representantes de entidades, precisamos debater ações farão diferença no futuro dessas crianças e adolescentes”, finalizou Léo.

 

 

Projetos de Lei

 

O Projeto de Lei Ordinária nº 804/2017 dispõe sobre a obrigatoriedade de inclusão do símbolo do transtorno do espectro do autista nas placas ou aviso de atendimento prioritário e dá outras providencias

 

O Projeto de Lei Ordinária nº 884/2018 dispõe sobre o ensino da Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) no ensino médio da rede pública de ensino do Estado de Rondônia.

 

O Projeto de Lei Ordinária nº 886/2018 institui a Carteira de Identificação do Autista (CIA), no âmbito do Estado de Rondônia.

 

Projetos de Leis em tramitação

 

“Institui a realização do Censo de Inclusão do Autista, para análise do quantitativo e da identificação do perfil socioeconômico das pessoas com transtorno do espectro autista do Estado de Rondônia”.

 

“Fica instituída a Política Estadual de Proteção dos Direitos da Pessoa com transtorno do espectro autista do Estado de Rondônia”

 

“Altera e acrescenta dispositivo à Lei Complementar n. 680, de 7 de setembro de 2012, que dispõe sobre o Plano de Carreira, Cargos e Remuneração dos Profissionais da Educação Básica do Estado de Rondônia”.

 

 

 

Fonte: DECOM/ALE-RO

Autor: Laila Moraes

 

Foto: Ana Célia 

 


 
Publicidade