Boa Noite, hoje 22/06/2018 - 22:07:48
 

Assembleia Legislativa realiza Audiência Pública para discutir Campanha da Fraternidade

05/04/2018   16:58

 

O parlamentar deu espaço para os grevistas da educação fazerem suas reivindicações

 

O deputado Adelino Follador (DEM) realizou na manhã desta quinta-feira (5) Audiência Pública para discutir o tema da Campanha da Fraternidade de 2018, que trata sobre a violência no país. O parlamentar também deu espaço para discursos dos profissionais em educação do Estado que estão ocupando a Casa de Leis.

 

Follador agradeceu a presença de todos por estarem presentes para discutir um assunto importante como a violência. “Foi uma audiência aprovada por unanimidade. Para nós é um prazer discutir um tema tão importante e uma campanha que ajuda tanta gente”.

 

Sobre a greve dos professores Adelino prestou seu apoio e afirmou que entende a causa e espera que o governo do Estado se manifeste logo. “Esperamos que o Governo envie uma proposta para discutirmos com a categoria, para que acabe essa greve, pois está prejudicando os trabalhadores e nossas crianças”.

 

O arcebispo de Porto Velho Dom Roque Paloschi se disse maravilhado por ver tantas pessoas juntas na tentativa de construir um caminho sem violência. “Quando vi o quadro de violência no Brasil fiquei assustado. Nossos noticiários se tornam mais violência que verdadeiras notícias e não podemos perder a esperança por conta dessas coisas. Temos que andar juntos no caminho da paz e da solidariedade”.

 

O desembargador Walter Waltemberg, presidente do Tribunal de Justiça de Rondônia, estendeu seus cumprimentos a mesa e ressaltou a importância do trabalho de Paloschi com o andamento da campanha. “Não preciso dizer como é importante essa tarefa que o senhor desenvolve no sentido de trazer essa mensagem de paz e busca pelo bem estar dos rondonienses. A violência hoje é aterradora para todos nós”.

 

Sobre a greve dos professores o desembargador se disse preocupado, tanto como representante do judiciário quanto professor, profissão que ele também desenvolve. “Me preocupa essa questão da greve, que causa tantos problemas para nós professores, por conta do período letivo, a dor que passamos por estar longe dos alunos. Me coloco a disposição dos professores para que, com a ajuda dessa Casa de Leis possamos entrar em um consenso”.

 

A delegada da mulher em Porto Velho, Janaina Xander Wessel, estendeu seus cumprimentos aos grevistas e ressaltou a importância do combate a violência doméstica para uma redução nos índices criminais.

 

“Desde que entrei na Policia Civil trabalho com vulneráveis. O combate a violência doméstica é importantíssimo, então devemos primeiro diminuir a violência no âmbito doméstico para depois ir atrás de melhorar o que ocorre fora, pois, nosso lar é onde procuramos segurança”.

 

O coordenador arquidiocesano de leigos, Carlos Oliveira, disse que a violência é uma questão do sistema social em que estamos inseridos. “Nós temos a responsabilidade de combater isso. Precisamos entender que cada um de nós é responsável pela cultura da paz”.

 

A desembargadora Zelite Carneiro parabenizou o parlamentar pela iniciativa e os professores do Estado pela reivindicação dos direitos. “Os números de violência e informações são enormes e nos assustam, campanhas como essa trazem esperança”.

 

Follador deu espaço para a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Rondônia (Sintero), Lionilda Simão de Souza discursar aos grevistas. “É um momento de muita importância para a sociedade rondoniense, pois os trabalhadores estão aqui pedindo justiça social, baseada em uma situação de extrema precariedade da educação do Estado”.

 

 

Ela parabenizou a campanha da arquidiocese e lembrou que os educadores são fundamentais para um país com menos violência. “É com mais educação que poderemos reverter quadros como o da violência no país”. 

 

 

 

 

 

 Fonte: DECOM/ALE/RO.

 


 
Publicidade