Bom Dia, hoje 18/11/2018 - 9:34:10
 

Tragédia: Surto leva homem a atacar vítimas indefesas em via pública, mas acaba morto pela PM

01/11/2018   20:21

Marta Rodrigues Pereira não resistiu e veio a óbito na UPA

 

Conduta transloucada resultou na morte de uma mulher e mais nove pessoas feridas a facão

 

A comunidade da Zona Leste de Porto Velho foi abalada pelo surto psicótico de Ednei Ribeiro que atacou com arma branca vítimas indefesas em via pública, mas foi morto pela Polícia Militar nessa quinta-feira (1). A conduta translouca resultou na morte de uma mulher e mais noves feridos, inclusive uma criança do sexo masculino de 8 anos de idade.

 

O homem transitava no veículo Fiat Uno de placa IKU-9655 e armado com dois terçados e uma faca fez o primeiro ataque na Rua Palheira, Bairro Renascer. Em seguida, fez novas vítimas nas Ruas Capão da Canoa e São Lourenço do Bairro Universitário. Posteriormente, se refugiou dentro da própria residência localizada na Rua Aparecida, Bairro Três Marias.

 

Os militares foram até a residência Ednei Ribeiro que não quis saber de diálogo, inclusive ameaçava matar os profissionais de segurança pública se entrassem no imóvel. Foi dado início à uma tentativa de negociação para que ele viesse a se entregar, porém se recusava a abrir a porta da casa. Em dado momento, saiu correndo com as armas brancas para cima dos policiais e no revide foi morto a tiros.

 

A tragédia deixou um rastro de sangue pelo caminho vitimando Dorival de Souza, 57 anos; Marta Rodrigues Pereira, 27 anos; o filho de Marta O.R., 8 anos; Márcio Dias de Souza, 33 anos e pai da criança; Gerson Rocha de Carvalho, 50 anos; Jhon Makon Alencar Luna, 24 anos; Mirtes Maria Oliveira de Alencar, 48 anos; Déblea Batista Sena, 27 anos; Dezimar Gouveia de Matos, 39 anos; Maria Piedade Correia, 78 anos.  

 

O Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop) mobilizou os socorristas, logo ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Unidades de Resgates do Corpo de Bombeiros Militares prestaram socorro ao feridos. A princípio, todos foram levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região, mas infelizmente a Marta Rodrigues Pereira não resistiu e veio a óbito no local.

 

A diretora da UPA, Luciana Von Rondon de Andrade, informou que seis vítimas em estado gravíssimo após serem estabilizadas foram transferidas ao Pronto Socorro João Paulo II. Inclusive, precisou parar o atendimento ao público em geral para priorizar essa demanda. Ao comentar sobre a tragédia, concluiu: “foi chocante pra eles (servidores) porque ainda não tinham essa experiência”.

 

Armas brancas apreendidas pela Polícia Militar  

 

 

 

Autor: RONDONIANOAR  


 
Publicidade