Bom Dia, hoje 25/09/2020 - 8:33:04
 

BPA apreende tratores que utilizavam correntão para desmatamento

09/11/2013   14:20

 

Ao término de ocorrência ambiental que teve início as 15horas de quarta-feira, 5, policiais ambientais lotados em Candeias do Jamari, registraram na Delegacia Especializada em Repreensão de Crimes Contra o Meio Ambiente, na manhã desta sexta-feira, 8, o Boletim de Ocorrência Ambiental que narra o crime de desmatamento, ocorrido na Linha 09, Zona Rural de Triunfo, Distrito de Candeias do Jamari.

O crime ambiental constatado ocorreu precisamente no local sob as coordenadas geográficas S 09° 15’21.3'   W  063°39’01.8'  (WGS 84), onde a guarnição chegou após visualizar um caminhão tipo toreiro vazio, geralmente utilizado para o transporte de madeira em toras,  parado em uma via próxima a uma fazenda. Ao seguir pela via a guarnição chegou até o local e encontraram dois tratores de grande porte tipo esteira, da marca Komatsu, preparados para trabalhar em grandes derrubadas conectados por uma corrente de 65 metros, com elos que pesam aproximadamente 15 kg, cada.

Este tipo de técnica utilizada para desmatamento é conhecida como “correntão” ou “arrastão” que combina o peso da corrente com a força dos tratores, para a retirada da cobertura vegetal. Na área desmatada foi possível visualizar várias árvores tombadas e um de curso d’água destruído, já que estava desviado é com sinais de que os tratores haviam passado por dentro dele. Diante da necessidade de apreender os bens utilizados para a prática do crime, foi solicitado auxílio ao DER, que forneceu um caminhão tipo prancha que transportou cada uma das máquinas e a corrente, ao pátio do Batalhão Ambiental, onde ficaram depositados.

A duração do registro da ocorrência se deu pelo fato da necessidade de solicitar apoio para o transporte dos bens apreendidos, à distância a ser percorrida e a problemas mecânicos apresentados pelo caminhão. No período da ocorrência, policiais ambientais permaneceram no local e realizaram a guarda do bem, assim como tentaram identificar o responsável pelos bens, mas não tiveram êxito.

 

Fonte: PM/RO


 
Publicidade