Bom Dia, hoje 25/10/2020 - 5:34:17
 

Vacinação contra febre aftosa ultrapassou 12 milhões de cabeças em Rondônia

22/01/2014   14:55

 

A Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron) afirma que 12.108.285 bovídeos (bois e búfalos) foram vacinados durante a 35ª Etapa de Vacinação contra Febre Aftosa, ocorrida entre 15 de outubro e 15 de novembro. Este número representa 98,5% do rebanho do Estado.

De acordo com a Idaron, 178.730 animais não foram vacinados durante a campanha, mas deste total 172.689 não receberam a vacina porque iriam ser abatidos até 60 dias após o final do período para a vacinação, como permite a Legislação Federal. “Comemoramos mais uma vez o pequeno número de animais que deixou de ser vacinado  por motivo de inadimplência, ou seja, 6.041 bovídeos. Esse rebanho foi vacinado após o término da campanha de forma acompanhada pelos servidores da Idaron, com a aplicação das penalidades previstas pela legislação em vigor”, destaca o gerente de Defesa Animal, Fabiano Alexandre dos Santos. 

Nesta última etapa, todos os bovídeos deveriam ser imunizados, independente da idade. Todos os municípios apresentaram índices próximos a 100% de animais vacinados. Segundo o presidente da Idaron, Marcelo Henrique Borges, a vacinação do rebanho é sinal da responsabilidade do produtor, que deseja ter seus animais protegidos e o mercado garantido. “Graças a este produtor foi dado mais um passo para que o Estado de Rondônia continue sendo considerado uma grande potência do agronegócio nos cenários nacional e internacional”.

O presidente diz ainda que a posição de destaque de Rondônia no mercado interno e externo impõe grandes desafios. “Para atender à demanda dos mercados e continuar crescendo com competitividade e credibilidade Rondônia precisa se manter livre de doenças de forte impacto econômico, como a febre aftosa”.

De acordo com a diretora técnica da Idaron, Caroline Cadamuro, o serviço de defesa sanitária em Rondônia envolve mais de 1.200 servidores em 86 Unidades de Sanidade. “Mas é a parceria com o produtor rural que tem feito à diferença. Isto pode ser comprovado quando quase 100% de nossos produtores atenderam ao nosso chamado, vacinando e declarando o rebanho durante a última campanha”.

Rondônia tem o sétimo maior rebanho do Brasil, sendo o quinto maior exportador de carne do país e a nona bacia leiteira.

 

Fonte: DECOM/RO


 
Publicidade