Boa Tarde, hoje 29/10/2020 - 13:19:31
 

Comércio Internacional: Rondônia poderá ter ano recorde nas exportações

30/01/2014   23:35

 

O Governo do Estado, por intermédio da Coordenação Internacional (Cointer) da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento e Regularização Fundiária (Seagri) vem intensificando as ações para incrementar a participação de Rondônia no mercado internacional por meio do desenvolvimento e capacitação do setor produtivo.

De acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, foram exportados pelo Estado um montante de US$ 956.043.973 durante o ano de 2013.  Para 2014, a expectativa é que esse valor seja superado pela balança comercial.

Para isso o Departamento da Área Internacional está encarregado da missão de fomentar a cultura exportadora no Estado através da assessoria aos setores produtivos como agricultura, comércio e indústria, atuando na capacitação da classe empresarial.

Atualmente o trabalho é voltado para a sensibilização da cultura exportadora, na ação das instituições que promovem o comércio exterior no Estado. Trabalho este que requer a parceria de importantes órgãos como Banco do Brasil, Banco da Amazônia (Basa), Caixa Econômica, Fiero/CIN, Sebrae, Ministério das Relações Exteriores e Correios, além da fundamental participação das associações comerciais e cooperativas.

A sensibilização da cultura exportadora promove a capacitação da classe empresarial nos trâmites aduaneiros e o conhecimento das ferramentas que cada instituição disponibiliza para o mercado.

O Estado de Rondônia é representado na balança comercial por três potenciais produtos despontando em primeiro no ranking de comercialização com 105.744.262 quilos de carne de bovino desossada congelada, com valor estimado em US$474 milhões; a soja seria a maior exportação do Estado em volume e a segunda em comercialização com 548.427.236 quilos e valor estimado em US$288 milhões.

O terceiro, com 1.487.781 quilos, é o minério de estanho não ligado, em forma bruta. Produto utilizado na produção de latinhas de refrigerante. A comercialização destes produtos oportuniza a abertura para outros como café, leite e peixe, produtos que se sobressaem também como pauta participativa na balança comercial.

Rondônia, de acordo com a coordenadora da Cointer, Ivanilda Frazão, possui potencial econômico distribuído em todo o seu território. “O que precisa é fomentar a cadeia produtiva dos seus potenciais”, afirma. Os maiores mercados consumidores são a China e os países da Europa por onde os produtos rondonienses entram pelo Porto de Roterdã, na Holanda.

Porto de PORTO VELHO

Visto como ponto positivo em aspecto de comércio, a localização geográfica do Estado favorece ainda uma maior integração com os países vizinhos. “Temos muita oportunidade de expansão de nossos produtos e ai se inclui a água mineral, ração animal, arroz e milho, todos os produtos oriundos do cone sul”, informa Ivanilda.

Recentemente, um importante passo para o segmento foi a participação de Rondônia na Feira Internacional da Amazônia (Fiam), em que foram evidenciadas as potencialidades do Estado perante a comunidade internacional. “As possibilidades são promissoras, recebemos visitas de investidores da Espanha, Estados Unidos, Itália, Colômbia, Venezuela e Peru interessados em vir conhecer o Estado”, ressalta a Coordenadora do Cointer.

Alguns empresários já enviaram propostas com foco em exportar leite e o peixe. “Estes são os mais promissores em uma visão mercadológica, devido à qualidade dos produtos, principalmente o peixe. Em razão disso, é preciso investir no processamento desses produtos”, destaca Ivanilda.

Para interessados em alçar voos mais altos, a Cointer dispõe de assessoria internacional e os empresários devem ter como requisitos primordiais o conhecimento básico de importação e exportação e estarem enquadrados legalmente junto aos órgãos anuentes de comércio exterior. Maiores informações podem ser obtidas no (69) 3216-5990 ou através do site http://www.seagri.ro.gov.br.

 

Fonte: DECOM/RO


 
Publicidade